design-material-ecologico-embalagens-sem-plastico

Vamos mudar isso?

Com a meta de retirar de circulação todos os plásticos descartáveis do mundo em cinco anos, a ONU lançou a campanha global #CleanSeas, em português #MaresLimpos, que pede, de um lado, a limpeza dos oceanos e a criação de políticas públicas para a redução do uso do plástico e, por outro, às empresas e indústrias que diminuam a produção de embalagens e optem por materiais mais sustentáveis.

 

É nosso dever pensar em alternativas para substituir esse material que vem se concentrando em nossos oceanos, lixões e aterros sanitários. Falamos mais sobre esse assunto nesse texto aqui. E nos incluímos nisso, pois desenvolvemos projetos de produto e embalagem e estamos examinando afundo essas questões.

 

Observamos que uma boa embalagem deve ser, preferencialmente, biodegradável para que não fique eternamente no meio ambiente e deve-se procurar por matérias-primas de fontes renováveis.

 

Pesquisando sobre alternativas ecológicas, vimos como é importante conhecer profundamente os materiais e quais recursos naturais fazem parte da sua composição, como: petróleo, areia, árvores e minérios e, assim, encontrar soluções alternativas para diminuirmos a utilização de plástico.

 

Fique por dentro!

 

Alumínio

É um material resistente, leve e com poder de proteção. O material pode ser reciclado infinitas vezes sem perder as propriedades, além de não utilizar água durante o processo e não ser tóxico. O problema do alumínio está na sua extração. Apesar de ser considerado um recurso natural inesgotável, a constante e crescente exploração afeta o ecossistema.

 

O alumínio é amplamente reciclado no Brasil. Estima-se que 98% das latinhas de alumínio são recicladas. Vale atentar para as marmitas e o papel de alumínio que esses não são reciclados pois os restos de comida prejudicam o processo. Para o descarte ideal é recomendado higienizá-lo de preferência com água de reuso (por exemplo, enquanto você lava a sua louça você deixa os itens sujos no fundo da pia que elas ficarão higienizadas, sem desperdiçar água para higienizar materiais que irão para o lixo).

 

Silicone

O silicone é um material sintético feito de silício (areia), oxigênio, carbono e hidrogênio. Tem o aspecto semelhante ao de uma borracha. Ele não é biodegradável, mas pode ser reciclado. A desvantagem é que no Brasil esse material ainda é pouco reciclável. (Se você tem dúvida sobre a relação reciclável x reciclado, leia nesse texto aqui.) O seu processo de fabricação é menos oneroso em termos ambientais do que o plástico.

 

Vidro

É um material durável e resistente. Pode ser reutilizado muitas vezes e isso aumenta o tempo de vida do produto. O vidro é reciclável, mas, infelizmente, pouco reciclado. Tem uma logística complicada e por isso devemos fortalecer o sistema reverso e estimular o reuso. Tem a vantagem de não liberar substâncias tóxicas, mas a desvantagem de ser pesado o que por sua vez encarece e dificulta o transporte.

 

Papel

O papel é um material de baixo custo, extraído de uma fonte renovável – árvores. A celulose produzida no Brasil vem de árvores plantadas e não de matas nativas. A Certificação FSC (Forest Stewardship Council) garante que o manejo seja feito de maneira sustentável. Trata-se, portanto, de uma alternativa que é reciclável e biodegradável. Um material que leva pouco tempo para se decompor no meio ambiente. O papel cartão é ideal para utilizar em caixas e embalagens de alimentos, cosméticos, remédios e bebidas. A desvantagem é a inviabilidade para produtos líquidos, por exemplo.

 

Papel reciclado

Os principais benefícios das embalagens de papel reciclado são a potencialização do tempo de vida do produto e a maximização do valor extraído das matérias-primas. Outra vantagem é a energia economizada. Um detalhe importante é que, a cada nova reciclagem, o papel perde a qualidade e possibilidade de ser reciclado.

 

Bambu

O bambu tem um rápido crescimento e cresce mais rápido quando é cortado. É resistente e também flexível por isso o material vem se mostrando uma ótima solução. Permite a fabricação de produtos ecológicos de qualidade e de baixo custo. Por ser um elemento natural pode ser descartado diretamente no solo sem provocar contaminação ao meio ambiente.

 

Materiais biodegradáveis

Existem alternativas ao plástico que estão utilizando materiais como cogumelo, fécula de mandioca, bagaço da cana de açúcar. Essas opções tem a vantagem de ser biodegradável e, então, facilmente assimilada pela natureza quando descartado. No entanto, o custo alto as vezes inviabiliza essa escolha. Além disso, seu uso traz algumas críticas e discussões éticas, visto que faz uso de recursos que deveriam ser utilizados como alimento.

 

Fibra de coco

As embalagens sustentáveis de fibra de coco foram desenvolvidas principalmente para embalar alimentos. Diferente de alguns tipos de plástico – como os que possuem bisfenóis, por exemplo – as embalagens de fibra de coco não são nocivas ao organismo humano. São embalagens sustentáveis pois não demandam muita tecnologia para serem desenvolvidas, são feitas a partir de matéria-prima nacional, podem voltar para a fábrica para serem recicladas e podem ser biodegradadas se colocadas no solo.

 

Plástico reciclado

O plástico pode ser reutilizado de diversas formas depois de separado dos outros resíduos. A reciclagem mecânica é a conversão dos descartes plásticos pós-industriais ou pós-consumo em grânulos. Esse grânulos podem ser reutilizados na produção de outros produtos, como: – garrafas e frascos (exceto para contato direto com alimentos e fármacos) – fibras têxteis; – baldes, cabides, pentes e outros artefatos produzidos pelo processo de injeção; – cerdas, vassouras, escovas e outros produtos que sejam produzidos com fibras; – sacolas e outros tipos de filmes; – painéis para a construção civil. 

 

 

Sabemos que nada é 100% ecológico e que esse é um desafio complexo. Devemos criar consciência de que aquilo que produzimos e consumimos tem consequências para o meio ambiente e procurar por melhores alternativas. Por isso o objetivo desse post é promover a reflexão e trazer conhecimento sobre as nossas escolhas. 🙂

 

Estamos juntos nesse desafio. Queremos promover soluções melhores ao meio ambiente.  Se você também tem esse propósito, vamos conversar!  Queremos incentivar alternativas em prol do nosso Planeta Terra.

 

Vamos juntos?

 

 

design-blog-valkiria-marieta-simch

Post a Comment