fbpx

7 Estratégias para diminuir alterações em projetos

 

Você já sofreu com muitas alterações em projetos no passado? Quer evitar que isso aconteça no futuro? Se liga nessa dicas para lidar melhor com alterações inesperadas!

 

Alterações em projetos de design são normais e necessárias. Elas fazem parte do processo. No entanto, o que acontece quando os pedidos vão além do que foi combinado, e você se vê diante de refações e de um escopo sem fim?

 

Você sabe o que fazer para lidar melhor com essa situação? 

 

Veja boas práticas que podem te auxiliar!

 

 

Faça um debriefing

 

O debriefing é o material que contém todas as informações básicas do projeto: do que se trata, qual o objetivo principal, quais serão os entregáveis, a quantidade de imagens, formato, e assim por diante.

 

É diferente do briefing, pois o debriefing é a síntese de informações e aprendizados adquiridos por nós nesse primeiro ponto de contato com o cliente em forma de apresentação. É uma espécie de “o cliente disse isso, isso e aquilo” e “nós entendemos isso, isso, aquilo e mais um tanto de coisas que não foram ditas”.

 

Esse processo é feito no início do projeto, após o aceite da proposta e da assinatura do contrato. Ele servirá como guia do projeto e é muito importante para o alinhamento da equipe com o cliente.

 

 

Envie uma proposta comercial

 

A proposta comercial é o primeiro documento para delimitar o trabalho a ser entregue. Nele, você tem especificado o que o cliente recebe no final, e também o valor discriminado para cada produto ou serviço.

 

Aqui cabe incluir número de alterações, e também serviços que não estão inclusos. Exemplos: custo de banco de imagens, domínio de site, ou busca por fornecedores.

 

 

Crie um cronograma de entregas

 

Ao criar um cronograma para o projeto, você organiza a data de entrega dos materiais. Aqui você deve incluir a devolutiva do cliente, e já separar um período para correções dentro do cronograma geral – elas sempre farão parte do projeto.

 

Faça isso de maneira visual, para o cliente entender o seu tempo de desenvolvimento, e também como a participação dele impacta diretamente no trabalho a ser desenvolvido.

 

 

Estabeleça um número de alterações

 

Uma alternativa é estipular um número máximo de alterações. Nem sempre sabemos dizer que número é esse, pois ele pode variar de acordo com o perfil do cliente e do trabalho em questão.

 

O limite serve como um ponto de atenção para o seu cliente entender que alterações também demandam tempo e energia.

 

 

Cobre por hora pelas alterações

 

Nem sempre será possível determinar um número limite de modificações. Para esses casos, você pode oferecer ao seu cliente um valor a ser pago por hora.

 

Combine esse preço antecipadamente com o seu cliente, para que ele fique ciente e não leve um susto quando receber o valor final. Também é interessante dar uma estimativa de tempo.

 

 

Faça um contrato

 

O contrato é a melhor forma de proteção – para ambas partes. Nele, constará por escrito todos os acordos feitos, valores e datas para pagamento.

 

Você também pode incluir uma cláusula que trate das alterações, especificando o que está dentro e fora do escopo combinado.

 

 

Trabalhe a comunicação

 

Grande parte dos desentendimentos que temos partem de problemas de comunicação. Por isso, antes de iniciar um projeto, é fundamental ter uma conversa para alinhar expectativas.

 

Além disso, dedique um tempo educando seu cliente: explique como funciona o seu processo, converse sobre alterações, e tire eventuais dúvidas que ele possa ter.

 

 

E aí? Curtiu essas 7 estratégias para diminuir alterações em projetos? Antes de mais nada, espero que esse conteúdo possa te ajudar! Você também pode gostar do nosso post com dicas para melhorar o seu portfólio. Leia aqui.

 

Quer saber mais?

Assine o Design Drops Valkiria, nossa curadoria de conteúdos exclusivos por email para quem deseja viver de design. Clique aqui para se cadastrar!

 

 

design-blog-valkiria-bruna-dipp