fbpx
nova era das marcas propósito

Design de Produto na prática

Você sabe o que está por trás do design de um produto? É fácil perceber quando estamos diante de algo inovador, não é mesmo?

Design de produto é uma atividade complexa e o que muita gente não imagina é que há muito trabalho para se chegar em um design inovador.


Quando desenhamos um produto, não pensamos apenas na sua forma, mas como ele vai interagir no mundo real. Mascarada pela estética, a atividade e a profundidade do trabalho de um designer de produtos acaba muitas vezes sendo incompreendida.

Por isso, podemos dizer que o trabalho do designer é ser um solucionador de problemas.

Nesse tipo de trabalho, é preciso pensar no usuário final, mas também nas necessidades da empresa fabricante. É preciso conhecer os materiais e entender de processos produtivos. Trabalhar na modelagem tridimensional e também ser capaz de traduzir necessidades em produtos. É preciso ter processo, ter profundidade nas pesquisas e análises, ter consistência nas escolhas e adequação aos contextos de uso, tecnologias e fabricação.

Por fim, compartilhamos 7 tópicos para você entender mais.

01. Cada material, um universo

Existem materiais mais adequados a certos propósitos e formatos. Isso porque cada material possui suas restrições técnicas e as suas características. É uma habilidade do profissional de design de produto entender cada material para que o projeto seja factível tecnicamente. No brinquedo para pets que desenhamos para a Petjog, ele foi produzido em borracha vulcanizada, devido a elasticidade necessária para cumprir com o seu propósito: precisava ser macio para os cães morderem e também para comportar os petiscos no seu interior.

design-de-produto-petjog

02. Cada peça, um projeto

Cada componente de um produto é um projeto independente. Muitas vezes, as peças podem ser feitas do mesmo material, mas produzidas de diferentes formas. É o caso do nosso projeto caixa térmica para a Termolar. Nele, a tampa foi produzida a partir do processo de sopro, enquanto o corpo e demais componentes eram produzidos através da injeção de plástico. Ou seja duas lógicas produtivas distintas, que requerem diferentes conhecimentos.

design-de-produto-termolar

03. Design e engenharia

O designer de produtos navega entre esses dois mundos. Ele precisa entender sobre os processos produtivos (suas características, restrições e possibilidades) e também combinar esse conhecimento com a teoria do design (funcionalidade, proporção harmônica, cores, texturas). Por exemplo, no projeto tesoura infantil, para a Faber-Castell, foi um desafio tornar um produto cheio de detalhes técnicos em algo atrativo, dentro do custo do cliente e adequado para crianças utilizarem.

design-de-produto-tesoura

04. Modelagem 

A etapa de concept design, na qual desenhamos à mão, é uma parte importante do processo criativo. No entanto, grande parte do projeto é resolvido na modelagem tridimensional. É através dela que entendemos as restrições técnicas de cada processo, as dimensões, os encaixes. O papel aceita tudo, já a modelagem, não. Por isso, precisamos fazer com que os conceitos funcionem no mundo real. Dessa forma, o trabalho paramétrico realizado no software é fundamental para fazer o cruzamento do design com a engenharia.

design-de-produto-modelagem3d

05. Transporte e Armazenamento

Quando projetamos para uma produção em série, precisamos levar em consideração a produção, o transporte e o armazenamento de milhares de unidades de um determinado produto. Portanto, seu desenho deve facilitar todas as etapas! No projeto de potes herméticos que desenvolvemos para a Arthi, desenhamos 3 unidades em diferentes tamanhos que se empilham de forma modular, organizando as gôndolas (e as casas dos usuários), além de facilitar o preenchimento de caixas para o transporte da fábrica.

design-de-produto-utilidade-domestica

06. Embalagem também é produto

Uma embalagem nem sempre se restringe a um rótulo. Muitas vezes, ela é tão complexa quanto um produto feito de plástico. No projeto de embalagem que desenvolvemos para a ConectCar, por exemplo, ela possuía duas funções. A função de proteger o produto (um tag, menor que um cartão de crédito) e a de instruir o usuário para a correta instalação. Foi um trabalho em que tanto a arquitetura da informação quanto o desenho da faca tinham que trabalhar em conjunto.

design-de-produto-conectcar-embalagem

07. O insight vem da observação

O processo criativo e o desenvolvimento de um produto envolve muitas camadas. No entanto, o insight para uma solução vem, muitas vezes, da observação de comportamentos do usuário. Dessa forma, um bom design suprirá as necessidades das pessoas que vão interagir com esse produto. Para o projeto da bota ortopédica da Mercur, observamos a experiência de uso de pessoas com lesões para, então, mapear problemas e soluções.

design-de-produto-pesquisa

Então, ficou curioso e interessado em saber mais sobre essa abordagem de desenvolvimento de produto?

Estamos à disposição para conversar e entender como design de produto pode auxiliar nos desafios da sua empresa.

Clique neste link para agendar uma conversa com a equipe da Valkiria.

design-blog-valkiria-bruna-dipp